domingo, 2 de maio de 2010

Produção de artigo de opinião

PROVA DE REDAÇÃO

Antes de iniciar sua redação, leia atentamente a proposta:

Texto A
OBESIDADE MATA 20 VEZES MAIS DO QUE A AIDS
A obesidade diminui em 13 anos o tempo de vida e é causa de doenças como diabetes, colesterol alto, hipertensão, além de piorar os casos de asma. O problema é gravíssimo e com isso todos concordam. As divergências estão na hora de agir. A endocrinologista Valéria Guimarães diz que os estudos com drogas orais para tratar a obesidade em crianças e adolescentes ainda são superficiais.
São necessárias mais pesquisas com maior número de participantes e por mais tempo. Em casos bem selecionados, quando a obesidade é complicada e já está prejudicando muito a saúde das crianças e dos adolescentes, pode-se pensar nos remédios. E cirurgia nessa idade também não é recomendada.
Para Walmir Coutinho, as soluções mais radicais só são válidas se incentivarem a mudança de hábitos e forem feitas num grupo específico.
Muitos jovens obesos têm baixa de auto-estima, não ligam para a estética. Por isso, desistem de emagrecer. Mas com a saúde todos eles se importam e esta pode ser uma boa maneira de convencê-los a se tratar.
Como, perguntam-se os pais, se os adolescentes querem tudo para ontem e a perda de peso, geralmente, é lenta e gradual?
Mas por outro lado é um paciente em transformação, que pode aceitar com mais facilidade uma nova rotina. Com atividade física, um menu mais restrito, porém saboroso e variado, e atendimento psicológico, é possível dar conta do problema.
(OBESIDADE mata 20 vezes mais do que a Aids. O Globo, Rio de Janeiro, 24 out. 2004. Revista O Globo, p. 24.)
Texto B
Guloseimas na escola
É lamentável ler sobre a decisão da justiça de liberar refrigerantes e guloseimas nas cantinas das escolas particulares cariocas. Os danos causados pela má alimentação na infância são bem conhecidos, e sua repercussão, em grande parte, apenas será notada na idade adulta, embora a obesidade e o diabetes nas crianças sejam um fato. A ausência das guloseimas e refrigerantes nas escolas leva a criança a valorizar mais o
levado de casa, pois, em fase de crescimento, não tolera o jejum por muito tempo.Espero que as autoridades médicas e de proteção à infância e adolescência tomem posição. pois o cuidado com os pequenos não é só dever dos pais, mas de todos que detêm o conhecimento dos malefícios que os rondam. Felizmente tal medida não atinge as escolas municipais.
(MAIAL, Lílian. Guloseimas na escola. Globo Online, Rio de Janeiro, 12 ouL 2004. Disponível em: . Acesso em: 9 nov. 2004.)

Com base na leitura dos textos, redija uma dissertação argumentativa sobre o tema:
A doença da obesidade na criança e no jovem: como enfrentar o problema?

Nenhum comentário:

Postar um comentário